Countdown Japan 2011 2012 | Galeria de Fotos Tadaima

[ad#ad-1]

Continuando minha aventura em Chiba, logo depois que saí da praia avistei a movimentação para o festival ao qual eu estava prestes a participar: Countdown Japan 2011 2012. Como eu gosto bastante de música (incluindo música japonesa), tenho costume de ver vídeos pela internet e acabei cultivando o sonho íntimo de ir até um festival de rock japonês. Ter a oportunidade de ver várias bandas, muita gente cantando as músicas, pulando, se divertindo… É, parecia uma boa idéia.

No entanto, para comprar um ingresso é preciso se planejar meses antes, além de muitas vezes ser necessário se inscrever numa espécie de sorteio. Caso seja sorteado, o usuário recebe um número e pode pagar facilmente pelo seu ingresso na kombini de sua preferência, previamente escolhida na hora da inscrição. Mas a compra do ingresso é um assunto à parte, que abordarei adiante.

Countdown Japan

Countdown Japan é um festival de rock japonês que acontece nos quatro últimos dias do ano e, como o próprio nome já diz, a temática é a contagem regressiva para o próximo ano, com tudo que as superstições e costumes japoneses tem direito. Os visitantes podem tirar a sorte, tocar o sino como se estivessem num templo xintoísta, participar de brincadeiras, etc.

Apesar do festival durar quatro dias, eu fui apenas no primeiro porque cada dia de festival custa cerca de R$250,00 e infelizmente eu não tinha como me bancar todos os dias.

Produtos Exclusivos

Assim como no show de Tokyo Jihen, logo que chegarmos ao local somos invadidos pelo famoso estande de produtos exclusivos do evento, a irresistível tentação. O catálogo de produtos é visível a todos e já vai adiantando o serviço de escolher o que se quer comprar. Depois disso, filas organizadas, cada um espera sua vez, sem empurra empurra nem desespero.

Countdown Japan 2011 2012 Galeria de Fotos Tadaima

Stamp Rally - Junte os carimbos espalhados pelo evento e ganhe um brinde exclusivo!

Corrida pelos Carimbos

Japoneses adoram carimbos, não tenha dúvida disso. E eu, que também não nego uma boa brincadeira, fui atrás deles. Junto do ingresso que chegou por correio, recebi um guia do evento com mapas e informações básicas. Mal sabia eu que aquele guia também serviria para o Stamp Rally, que consiste em juntar todos os carimbos espalhados pelo evento para que você possa receber um brinde! Ah, eu achei muito boa a idéia, porque você realmente se sente incentivado a andar por todo o festival e acaba conhecendo cada canto, vê tudo que está acontecendo.

Além dos carimbos para o brinde, havia carimbos com a logo do evento e os nomes dos artistas, com todas as cores e gostos.

Programação para ninguém botar defeito

O festival é sempre dividido em cinco palcos mais ou menos separados por temas: Astro Arena, Moon Stage, Galaxy Stage, Cosmo Stage e Earth Stage. Basicamente as bandas mais famosas ficaram no Earth Stage – e eu quase não saí de lá também! Vi os shows de Fuji Fabric, Kimura Kaela, Okuda Tamio, PUFFY, Miyavi, Mongol 800 e outras bandas mais que nem me lembro.

Quase como ir ao teatro

Ao mesmo tempo que me senti no meio da multidão, sendo levada pela maré de pessoas no festival, me senti muito tranquila em relação ao meu espaço. Por exemplo, se eu quisesse me aproximar do palco, havia espaço para tal, ninguém ficava exprimido, sufocado ou algo parecido. Sinceramente, os trens japoneses são muito mais sufocantes do que um festival de música.

Também havia espaço de sobra para se sentar, descansar, dormir, o que fosse. Eu mesma dormi no final do dia tranquilamente, sem pensar que talvez alguém mal intencionado pudesse chegar e pegar minhas coisas, por exemplo.

E assim fechei 2011, porque meu cansaço foi tão grande e a alegria dentro de mim após ver tantos shows de uma vez foi tão intensa que eu não precisei de mais nada durante dias e dias…

Veja outras Galerias de Fotos

[ad#ad-1]


Mylle Silva

Sou escritora, roteirista e artesã. Apaixonada pela cultura japonesa, vivo com ela uma relação de amor e ódio desde 1996. Tento sobreviver entre palavras (www.oficinadeescrita.com.br) e encomendas (www.nhom.com.br)

2 comentários

Indo a uma praia japonesa em Chiba - Galeria de Fotos · 26 de fevereiro de 2012 às 10:01

[…] surpresa ao saber que o local do festival ficava ao lado de uma praia. Como os portões para o Countdown Japan abririam às 12h, fiz as contas e concluí que o ideal seria eu sair às 5h da manhã de Tóquio […]

Koenji, o berço do movimento punk no Japão | Tadaima! Curitiba · 10 de março de 2012 às 0:43

[…] de inúmeras fotos de natureza, eventos, detalhes e dos arredores, é hora de mostrar o Cool Japan, ou melhor, a cool Tóquio, com seus […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *